E-mail:

O seu nome (obrigatório)

O seu e-mail (obrigatório)

Telefone para contato (obrigatório)

Assunto (obrigatório)

A sua mensagem (obrigatório)

Televendas:

+55 11 2618-5411

Ligação gratuita:

0800 125411

Onde estamos:

Rua Taquaritinga, 139 - Mooca - São Paulo/SP

Nasa completa ‘álbum de fotos’ do Sistema Solar com Plutão

por / Quinta-feira, 16 Julho 2015 / Publicado em: Portal Geografia, Últimas notícias / ImprimirImprimir / Indique para um amigoindique a página

Veja fotos dos planetas – e do planeta anão – produzidas por sondas espaciais ao longo das últimas décadas.

 

CLIPPING

 

9.	A imagem mais detalhada de Plutão foi produzida pela sonda New Horizons. As informações detalham de forma inédita o tamanho e as características do planeta anão. Plutão tem cerca de 80km de diâmetro a mais do que se acreditava, ou seja, equivalente a dois terços do tamanho da Lua (Foto: Nasa)
A imagem mais detalhada de Plutão foi produzida pela sonda New Horizons. As informações detalham de forma inédita o tamanho e as características do planeta anão. Plutão tem cerca de 80km de diâmetro a mais do que se acreditava, ou seja, equivalente a dois terços do tamanho da Lua (Foto: Nasa)

 

Com as recentes fotos que mostram detalhes de Plutão, a agência espacial americana, Nasa, completou um belo álbum de fotos dos planetas do Sistema Solar.

A BBC reuniu algumas das mais impressionantes imagens produzidas a partir das missões espaciais aos planetas vizinhos.

Nem todas as imagens são fotografias, algumas são fotomontagens, outras mosaicos produzidos a partir de diversas imagens.

Desde a icônica foto da Terra sacada em 1969 pela tripulação da Apollo 11 até as últimas imagens do planeta anão, confira o “álbum do Sistema Solar”.
Uma imagem retocada de Mercúrio mostra as diferenças químicas, minerais e físicas entre as pedras na superfície:
1.	Uma imagem retocada de Mercúrio mostra as diferenças químicas, minerais e físicas entre as pedras na superfície (Foto: NASA/Johns Hopkins University Applied Physics Laboratory/Carnegie Institution of Washington)

 

A superfície de Vênus aparece nesta imagem computadorizada produzida a partir de fotos da sonda Magellan, que orbitou o planeta nos anos 1990, adicionando as cores captadas pelas sondas soviéticas Venera 13 e 14:

A superfície de Vênus aparece nesta imagem computadorizada produzida a partir de fotos da sonda Magellan, que orbitou o planeta nos anos 1990, adicionando as cores captadas pelas sondas soviéticas Venera 13 e 14 (Foto: Projeto Magellan/JPL/NASA)

A Terra, fotografada pela tripulação da missão Apollo 11, em julho de 1969:

A Terra, fotografada pela tripulação da missão Apollo 11, em julho de 1969 (Foto: Nasa/AP)

O Valles Marineris, apelidado de Grand Canyon de Marte, na imagem produzida a partir de um mosaico de fotos tiradas pela sonda Viking:

4.	O Valles Marineris, apelidado de Grand Canyon de Marte, na imagem produzida a partir de um mosaico de fotos tiradas pela sonda Viking (Foto: Nasa)

Júpiter, o maior dos planetas do Sistema Solar, em foto tirada pela Câmera de Campo Amplo Três do telescópio Hubble:

5.	Júpiter, o maior dos planetas do Sistema Solar, em foto tirada pela Câmera de Campo Amplo Três do telescópio Hubble (Foto: NASA, ESA, and A. Simon)

Esta fotomontagem recria uma panorâmica de Saturno e seus anéis a partir de fotos tiradas pela espaçonave Cassini em maio de 2004:

6.	Esta fotomontagem recria uma panorâmica de Saturno e seus anéis a partir de fotos tiradas pela espaçonave Cassini em maio de 2004 (Foto: NASA/ESA/AP)

A espaçonave Voyager 2 passou ao largo de Urano, o sétimo planeta que orbita o Sol, em janeiro de 1986:

A espaçonave Voyager 2 passou ao largo de Urano, o sétimo planeta que orbita o Sol, em janeiro de 1986 (Foto: Nasa/JPL)

Netuno, visto pela câmera da Voyager 2. A foto foi tirada a uma distância de 7,1 milhões de quilômetros e mostra a Grande Mancha Escura e ao seu lado um ponto brilhante:

Netuno, visto pela câmera da Voyager 2. A foto foi tirada a uma distância de 7,1 milhões de quilômetros e mostra a Grande Mancha Escura e ao seu lado um ponto brilhante (Foto: Nasa/JPL)
FONTE: G1
Subir